"Uma forma de ajudar as explorações a manter o crescimento sustentável e aumentar a produtividade, é através da criação de registos para todas as atividades"

Data

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Software de gestão animal: antecipar problemas e prever necessidades

Com o aumento dos efetivos pecuários extensivos, controlar os animais e zelar pelo seu bem-estar pode ser uma tarefa complicada pela dispersão do efetivo e falta de mão-de-obra. A utilização de softwares de gestão é uma grande ferramenta, juntando a informação atualizada num só local de fácil acesso e compreensão simples.

Ao realizar um estudo comparativo dos custos produtivos de produções zootécnicas de frango, peru, suíno, bovino e borrego, Costa (2015) detetou que as explorações de ruminantes são as piores em termos produtivos, tendo apontado como principais razões a falta de investimento, seja a nível técnico como científico, e a relutância em fazer mudanças nas rotinas de trabalho por parte dos produtores.

Uma forma de ajudar as explorações a manter o crescimento sustentável e aumentar a produtividade, é através da criação de registos para todas as atividades, sendo depois estes essenciais para a tomada de decisões com o objetivo de antecipar problemas e prever necessidades.

Considerando que a zootecnia é um trabalho muito variável, dependente de vários fatores e em constante mudança, ter uma base sólida, com dados fiáveis, pode ajudar à tomada de decisões importantes e que influenciam a rentabilidade produtiva, desde a decisão de efetivo de substituição, animais para refugo, colocação em parques com histórico patológico, entre outros.

Por último, esta necessidade de registo e maior controlo individual dos efetivos é reforçada pela procura da sociedade por alimentos em que se consegue fazer a sua rastreabilidade desde o prado ao prato, conseguindo assim um maior controlo sanitário e alimentar do que é consumido nas nossas casas. Uma zootecnia baseada em dados é o futuro de qualquer produção extensiva, que queira combater num mercado muito competitivo, que exige rastreabilidade e qualidade dos produtos.

Exigindo sempre alguma habituação a esse maneio, o objetivo dos softwares é que sejam moldáveis à forma de trabalhar de cada produtor, sendo apenas necessário que se forneça ao software informação fidedigna e atualizada. Em softwares como Wezoot, esta pode ser através da aplicação móvel, leitores de brincos eletrónicos ou até troncos de pesagem e separação de animais, que alimentam o software com dados como identificação de cada animal e pesagem, permitindo ao produtor olhar para os animais de outra forma, podendo analisar o seu estado fisiológico e outros parâmetros da melhor forma.

Autor: João Caçador – Engenheiro Zootécnico
Costa, B. M. X. (2015). Estimativa do custo de produção em Portugal da carne de frango, peru, suíno, bovino e borrego. UTAD, Vila Real;